“O Fascismo Eterno” de Umberto Eco

Vai para uns dias, um amigo relembrou-me as as teses de Umberto Eco sobr o Ur-fascismo . Re-lias e aqui as republicamos, tal como poram publicas em 2002 em “Cinco Escritos Morais”, Tradução: Eliana Aguiar, Editora Record, Rio de Janeiro, 2002.[ Em 1942, com a idade de dez anos, ganhei o prêmio nos Ludi JuvenilesContinuar lendo ““O Fascismo Eterno” de Umberto Eco”

Este é o seu novo site? Faça login para ativar os recursos de administrador e descartar esta mensagem
Fazer login