Comboio dos Movimentos Sociais

Raquel Varela

Vale a pena comparar as notícias do Público sobre os comboios da liberdade com as da BBC por exemplo. O Público, que por vezes tem gordas que não se distinguem de um boletim do Governo ou de um press release de farmacêuticas, explica-nos, a nós crianças, que o protesto é de “extrema-direita e apoiado pelo Trump”. É fácil de perceber que o movimento é de base gigantesco, portanto com muito mais apoiantes do que a extrema-direita, que tem centenas de trabalhadores imigrantes, que dançam e convivem nos piquetes abraçados a canadianos loirinhos, que a França Insubmissa, de esquerda, já declarou apoio ao comboio da liberdade em França, que na Austrália são centenas de milhar nas ruas e que grupos LGBT apoiam estes comboios, e que os métodos, greve (não lockout) são métodos de interrupção da acumulação, portanto de trabalhadores. Sabemos hoje que as reivindicações exigem fim dos certificados, baixa do…

Ver o post original 337 mais palavras

Publicado por Pedro Pereira Leite

Dinamizador do Museu Educação Global e Diversidade Cultural Museu Afro Digital - Portugal. Museu da Autonomia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: