Ideias para uma Política de Esquerda

Romper com o assistencialismo e defender abertamente o direito ao trabalho como direito humano. Ter trabalho é fundamental, ninguém deve ser obrigado a viver de subsídios. O trabalho organiza toda a vida do ponto de vista da nossa autonomia e dignidade, da nossa humanização. Defender a redução do horário de trabalho sem redução salarial, pagaContinuar lendo “Ideias para uma Política de Esquerda”

Sonhamos um País

Para ver com atenção sobre as contradições no processo de independência de Moçambique e da construção do Estado Nacional. https://www.rtp.pt/play/p8985/e553449/sonhamos-um-pais Viagem aos tempos da luta pela independência de Moçambique num documentário de Camilo de Sousa e Isabel NoronhaNo início dos anos 70, Camilo de Sousa saiu de Lourenço Marques, Moçambique, deu a volta pela EuropaContinuar lendo “Sonhamos um País”

Sica, conta-me mais

Fui ver Druk. Um autêntico retrato da sociedade hoje- dá para pensar tudo. Para me redimir fui logo a seguir ver Ontem, Hoje e Amanhã, magistral. Os dois filmes receberam o óscar de melhor filme estrangeiro, e são comédias. É o único que têm em comum. Separa-os 6 décadas e toda a história do séculoContinuar lendo “Sica, conta-me mais”

Vinho: Museologia e Globalização III

1.3 Cor e luminosidade A avaliação sensorial do vinho envolve a avaliação da sua aparência, aromas, sabor, sabor e textura ou sensação na boca do vinho usando os sentidos da visão, do olfato, do paladar e do tato. A perceção dos atributos sensoriais contribuídos pelos vários componentes do vinho – principalmente álcool, açúcares, ácidos, corContinuar lendo “Vinho: Museologia e Globalização III”

II – Nortada

Vento de Noroeste ou nortadas. Diz-se entre os habitantes do litoral estremenho, que “primeiro de agosto, primeiro de inverno!” Trata-se dum vento frio, que na costa ocidental da Península, sopra do Norte e Noroeste. Os cientistas justificam o vento como um exemplo da chamada Força de Coriolis, um experiencia que o pendulo de Foucault demonstra.Continuar lendo “II – Nortada”